6 de set de 2008

Cat-Dog (soneto)

Vira-lata lambe feridas
Bebe água turva da sargeta
Gato escaldado ganha 8 vidas
Rasga o lixo e lambe a teta

Dorme embaixo do Chevrolet
Sobe em cima do telhado
Ofereci iguarias e cafuné
Um rejeitou outro não, obrigado

Pois água suja e comida estragada
Tem gosto da liberdade sem coleira
Vira-lata é raça-ruim e desmamada

Pupila dilatada e sorrateira
Aproveita, lambe, faz cagada
Depois some em fuga ligeira

Um comentário:

Cibely Dançante disse...

meu coração enche de honra e orgulho de papai foca, eita mundo animal..............
tô toda vira-lata